Fechar
Play Video

Não fomos ensinados a aprender

DEBATEDORES | Eduardo Valladares

A falta de como criar uma postura mais ativa na hora de aprender é um dos motivos pelo qual os jovens mostram tanto desinteresse pelos estudos, segundo avalia o professor da plataforma de ensino online Descomplica, Eduardo Valladares, ao UM BRASIL, iniciativa da FecomercioSP.

“Para o jovem estudar está sempre associado a algo chato, difícil, mas isso deveria estar ligado a uma sensação de prazer, de graça. Em geral, o aluno é aquele que assiste alguém a dar aula.  Gosto de uma analogia que diz que o aluno é como se fosse um passageiro do ônibus e o estudante é o motorista que sabe se conduzir na hora de estudar. Acredito no potencial de ensinar autonomia ao aluno para ele desenvolver a melhor maneira de estudar. Não é fácil, não é simples, mas as escolas não ensinam isso”, explica o professor.

Na conversa com Denis Russo Burgierman, Valladares afirma que as escolas dizem o que deve ser estudado, mas não explicam como. Essa lacuna e o fato do aluno não ser ouvido pela escola, além de suas necessidades não serem levadas em conta, faz com que muitos frequentem a escola por obrigação.

“O projeto educacional ainda se concentra muito na formação para se fazer prova. Estudar para fazer um concurso, o vestibular, o Enem [Exame Nacional do Ensino Médio]. Não é, necessariamente, para entender e estruturar o ser humano, entender o Brasil. Há um papel fundamental do que a família deve ou deveria exercer e há também o papel crucial do que a escola deve ou deveria exercer para a formação do indivíduo. A escola precisa ainda ser vista como um ambiente de maior colaboração”, diz.

Metodologia de aprendizagem

Valladares defende que estudar melhor não significa estudar o dia todo, mas destaca ser preciso ter foco, disciplina e metodologia. Ele acredita que o ideal é ter intensidade tanto no estudo quanto nos momentos de lazer.

“Disciplina não é regra, é ter liberdade. Eu passo a ter liberdade no instante em que me organizo e me programo para tudo que vou fazer. Então, vou ser intenso na hora de descansar e relaxar, mas também serei intenso quando eu tiver que estudar, seja para uma prova, um concurso, um novo desafio, uma formação. Essa diretriz é o grande papel que a escola poderia ensinar melhor”, conclui Valladares.

A entrevista é parte de uma série fruto de parceria do UM BRASIL com a Brazilian Student Association (BRASA).

Inscreva-se no  youtube.com/canalumbrasil.

Mais Vistos