Fechar

Cármen Lúcia

Cármen Lúcia Antunes Rocha é ministra do Supremo Tribunal Federal (STF).

Ocupou o cargo de presidente da Suprema Corte e do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) de 2016 a 2018.

Também exerceu as funções de ministra e presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

De 1983 a 2006, foi procuradora do Estado de Minas Gerais e, de 2001 a 2002, ocupou o cargo de procuradora-geral do mesmo órgão público.

Em 2006, tornou-se a segunda mulher a integrar o STF e, em 2012, a primeira a presidir o TSE.

É bacharel em Direito pela Faculdade Mineira de Direito da Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (PUC-Minas), especialista em Direito de Empresa pela Fundação Dom Cabral e mestre em Direito Constitucional pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG).

UM BRASIL

Em entrevista ao UM BRASIL, realizada em parceria com a BRASA, Cármen Lúcia diz que a polarização política criou um mundo onde o cidadão “ensurdeceu” para evitar ouvir o outro. A magistrada também afirma que o Brasil é um país machista em que as mulheres formam uma maioria silenciada. A ministra ressalta ainda que a fome gera um novo tipo de escravidão e que o Poder Judiciário tem deveres com a República e com os cidadãos. Transmitida ao vivo no dia 10 de outubro de 2020, a entrevista foi disponibilizada nos canais do UM BRASIL no dia 22 do mesmo mês.

Crédito da foto: Rosinei Coutinho/SCO/STF

Mais Vistos
Fique por dentro de todo conteúdo
UM BRASIL
Assina a Newsletter um Brasil