Fechar
Play Video

“Arte nos dá a chance de expressar nossas individualidades”, diz William Wadsworth

DEBATEDORES | William Wadsworth

A expressão artística não recebe o valor que merece no mundo contemporâneo, que está voltado ao aumento de produção e desenvolvimento científico, diz o professor de Creative Writing da Universidade de Columbia, William Wadsworth.

“Tradicionalmente, a arte, a poesia, a atividade intelectual em si, não são valorizadas pelos americanos. Apenas a indústria, o poder, o comércio”, afirma o professor em entrevista ao UM BRASIL. “Então os artistas e escritores de lá sempre se sentiram nadando contra a maré da cultura oficial, tendo de provar o valor de seu trabalho para obter reconhecimento.”

Segundo ele, as sociedades atuais procuram profissionais criativos, mas, ao mesmo tempo, não valorizam o estudo das humanidades, o que representa uma falta de incentivo à inovação individual. “Até as universidades estão sendo pressionadas a abandonar as Ciências Humanas ou tudo aquilo que não possui uma aplicação prática. O que o mercado, a política e a tecnologia fazem é nos ajudar a progredir. Nos permitem comer, ter um teto sobre nossas cabeças e construir arranha-céus, mas nada disso pode criar consciência.”

Wadsworth diz que sempre houve uma dificuldade em criar uma infraestrutura adequada à disseminação das expressões artísticas, até o advento da internet. “Arte vem da expressão individual, do espírito e sensibilidade de cada um. Quanto mais pessoas houver, mais arte de qualidade haverá, pois ela vem do nosso sentimento de ser humano. Não é artificial.”

Mais Vistos