Fechar

Educação

jul 09, 2019

Nélida Piñon destaca literatura que trata da genealogia brasileira

DEBATEDORES |

Para comemorar os cinco anos do UM BRASIL em 2019, o canal lança uma série de vídeos especiais com alguns convidados. Em um deles, a escritora e imortal da Academia Brasileira de Letras (ABL), Nélida Piñon, pontua os livros que a fazem pensar e repensar o Brasil.

“A tendência da nossa sociedade é crer que só o historiador e o sociólogo têm competência de explicar um Brasil. Os grandes ficcionistas são intérpretes do País. Para conhecer essa nação, é preciso atravessar as criações brasileiras”, diz.

Na análise, a escritora destaca a importância da obra de Gilberto Freyre, autor de Casa-grande e senzala (1933), em especial por tratar da mestiçagem racial brasileira.

“Acho fundamental que um país seja descrito. Aliás, a tradição humana cobra dos indivíduos que ele explique quem ele é, qual sua genealogia privada. Assim também é um país”, afirma.

Assista ao vídeo e veja as dicas de leitura.