Brazil+China Challenge 2017

Nos dias 1º e 2 de setembro de 2017, participamos do Fórum Brazil+China Challenge, em Pequim. O evento, realizado pela BRASA Ásia, teve como objetivo a discussão de temas que contribuíssem para a formação de uma nova agenda bilateral com base em um olhar único sobre desafios compartilhados e soluções emergentes. Na ocasião, produzimos uma série com 12 entrevistas e debates que estão sendo disponibilizadas semanalmente, até o dia 19 de dezembro, em nosso site e canais. Assista aqui ao conteúdo completo!


"Precisamos de um projeto de infraestrutura de longo prazo"

Britaldo Soares

Energia e infraestrutura como políticas de Estado, por Britaldo

Para discutir a situação do setor elétrico e os investimentos na área de infraestrutura do País, o UM BRASIL entrevista o presidente do Conselho da AES Eletropaulo, Britaldo Soares. Na conversa com Renato Galeno, ele analisa também o papel do Estado na economia, as privatizações, o marco regulatório brasileiro, os investimentos chineses, as licenças ambientais e o potencial das energias renováveis no Brasil. Esta entrevista é uma produção UM BRASIL em parceria com o Fórum Desafio Brasil+China 2017, projeto brasileiro de desenvolvimento baseado no encontro de iniciativas, projetos e ideias de sucesso em países em desenvolvimento. O Fórum foi co-realizado pela BRASA Ásia - braço asiático da Brazilian Student Association, a maior associação de estudantes brasileiros fora do Brasil em parceria com o Laboratório de Políticas Públicas da FGV - LabFGV, no mês de setembro, em Pequim, na China.

“Educação é o maior desafio da era digital”

Walter Fang

Competitividade na era digital, por Walter Fang

Para falar sobre o papel da tecnologia e da inovação na competitividade, o UM BRASIL entrevista o vice-presidente executivo da iSoftStone, Walter Fang. Na conversa com Renato Galeno, ele analisa também os investimentos chineses em infraestrutura na América Latina, o desafio da qualificação da mão da obra na era digital, as oportunidades para o Brasil na área das energias renováveis, a necessidade de cooperação entre o governo, as empresas e as universidades, o conceito das cidades inteligentes, entre outros assuntos. Esta entrevista é uma produção UM BRASIL em parceria com o Fórum Desafio Brasil+China 2017, projeto brasileiro de desenvolvimento baseado no encontro de iniciativas, projetos e ideias de sucesso em países em desenvolvimento. O Fórum foi co-realizado pela BRASA Ásia - braço asiático da Brazilian Student Association, a maior associação de estudantes brasileiros fora do Brasil em parceria com o Laboratório de Políticas Públicas da FGV - LabFGV, no mês de setembro, em Pequim, na China.

"Precisamos cuidar de cada centavo"

Sérgio Werlang

Política econômica de resultado, por Sérgio Werlang

Ex-diretor de Política Econômica do Banco Central e atual assessor da presidência da Fundação Getulio Vargas (FGV), o professor de economia Sérgio Werlang fala ao UM BRASIL sobre as medidas do governo para controlar o déficit fiscal e a inflação. Na conversa com Renato Galeno, Werlang analisa também a Reforma da Previdência, as privatizações e o BNDES, além de outras medidas necessárias para ajustar a política econômica brasileira. O economista aborda ainda os potenciais investimentos chineses no País e examina as diferenças socioeconômicas entre o Brasil e o gigante asiático. Esta entrevista é uma produção UM BRASIL em parceria com o Fórum Desafio Brasil+China 2017, projeto brasileiro de desenvolvimento baseado no encontro de iniciativas, projetos e ideias de sucesso em países em desenvolvimento. O Fórum foi co-realizado pela BRASA Ásia - braço asiático da Brazilian Student Association, a maior associação de estudantes brasileiros fora do Brasil em parceria com o Laboratório de Políticas Públicas da FGV - LabFGV, no mês de setembro, em Pequim, na China.

“Prosperidade começa por infraestrutura”

Yuning Gao

Investimentos chineses na América do Sul, por Yuning Gao

Para analisar a expansão dos investimentos chineses na América do Sul e no mundo, o UM BRASIL entrevista o professor-assistente da School of Public Policy and Management da Universidade de Tsinghua, Yuning Gao. Na conversa com Renato Galeno, ele aborda a importância da infraestrutura para o desenvolvimento econômico, a visão dos chineses sobre a crise brasileira, o impacto dos Brics na ordem global e a necessidade de os governos focarem na eficácia das políticas públicas. Esta entrevista é uma produção UM BRASIL em parceria com o Fórum Desafio Brasil+China 2017, projeto brasileiro de desenvolvimento baseado no encontro de iniciativas, projetos e ideias de sucesso em países em desenvolvimento. O Fórum foi co-realizado pela BRASA Ásia - braço asiático da Brazilian Student Association, a maior associação de estudantes brasileiros fora do Brasil em parceria com o Laboratório de Políticas Públicas da FGV - LabFGV, no mês de setembro, em Pequim, na China.

"Transformações sociais tornarão China mais aberta"

Daniel Bell

Meritocracia e experimentalismo chineses, por Daniel Bell

O UM BRASIL entrevista o filósofo canadense, professor das universidades de Shandong e Tsinghua, Daniel A. Bell. Na conversa com Renato Galeno, ele explica o modelo do Estado chinês – baseado na chamada “meritocracia política”. Ainda, o filósofo analisa a influência do pensamento confucionista na sociedade chinesa e a emergência da sustentabilidade e do combate à corrupção como as principais prioridades do atual governo. Segundo Bell, transformações sociais devem tornar o gigante asiático mais aberto, mas dificilmente uma democracia eleitoral.

“Não há sistema universitário bom, com ensino básico ruim”

Cristovam Buarque

Educação segue em segundo plano, por Cristovam Buarque

Senador pelo Distrito Federal (DF) e ex-ministro da Educação, Cristovam Buarque fala ao UM BRASIL sobre os descaminhos do sistema de ensino brasileiro. Criador do Bolsa Escola enquanto governador do DF, Buarque analisa as consequências da crise fiscal para a área da educação, o sistema de cotas para o ensino superior e a persistência de privilégios em alguns setores da sociedade. Para ele, a precariedade do ensino básico no Brasil tem apenas uma solução: “precisamos federalizar as escolas, um município de cada vez”. Esta entrevista é uma produção UM BRASIL em parceria com o Fórum Desafio Brasil+China 2017, projeto brasileiro de desenvolvimento baseado no encontro de iniciativas, projetos e ideias de sucesso em países em desenvolvimento. O Fórum foi co-realizado pela BRASA Ásia - braço asiático da Brazilian Student Association, a maior associação de estudantes brasileiros fora do Brasil em parceria com o Laboratório de Políticas Públicas da FGV - LabFGV, no mês de setembro, em Pequim, na China.

"É hora de olhar para o Oriente"

Futuro do desenvolvimento vem do Oriente, por Cavaliere e Miranda

O UM BRASIL conversa com dois jovens brasileiros, cofundadores da BRASA Ásia e do Brazil+China Challange 2017: o estudante de Direito e Matemática Aplicada da FGV e da Renmin University of China, Eduardo Cavaliere; e o estudante de Política Internacional e Economia Política da Renmin University of China, Otávio Costa Miranda. No debate, eles discutem as relações comerciais entre o Brasil e a China, a entrada de investimentos chineses no País, a transformação dos BRICS na última década e a necessidade de atrair pesquisadores brasileiros para estudar o desenvolvimento das economias orientais, particularmente do gigante asiático.

A entrevista é uma produção UM BRASIL em parceria com o Fórum Desafio Brasil+China 2017, projeto brasileiro de desenvolvimento baseado no encontro de iniciativas, projetos e ideias de sucesso em países em desenvolvimento. O fórum foi realizado pela BRASA Asia – braço asiático da Brazilian Student Association, a maior associação de estudantes brasileiros fora do Brasil – no mês de setembro, em Pequim, na China.

“Centros urbanos sempre foram de ocupação popular”

Rosana Pinheiro-Machado

Mercados informais no Brasil e na China, por Rosana Pinheiro-Machado

O UM BRASIL conversa com a cientista social, antropóloga e professora visitante da USP, Rosana Pinheiro-Machado. Com mais de 10 anos de pesquisa sobre o trabalho informal no Brasil e na China, ela fala sobre a diferente realidade dos vendedores ambulantes nos dois países. Ainda, Pinheiro-Machado aborda o momento político e os desafios de se promover igualdade de gênero no Brasil.

Esta entrevista é uma produção UM BRASIL em parceria com o Fórum Desafio Brasil+China 2017, projeto brasileiro de desenvolvimento baseado no encontro de iniciativas, projetos e ideias de sucesso em países em desenvolvimento. O Fórum foi realizado pela BRASA Asia - braço asiático da Brazilian Student Association, a maior associação de estudantes brasileiros fora do Brasil - no mês de setembro, em Pequim, na China.

"Sem novo contrato social Brasil não irá para frente”

Rodrigo Zeidan

Novo contrato social pelo desenvolvimento, por Rodrigo Zeidan

O UM BRASIL conversa com o economista e professor da New York University Shanghai e da Fundação Dom Cabral, Rodrigo Zeidan. Crítico do engessamento do sistema financeiro nacional, ele defende alterações nas políticas do Banco Central e do BNDES, e ressalta que desenvolvimento econômico também depende de mudanças no comportamento da sociedade em favor da educação, do respeito às regras e da confiança mútua.

Essa entrevista é uma produção UM BRASIL em parceria com o Fórum Desafio Brasil+China 2017, projeto brasileiro de desenvolvimento baseado no encontro de iniciativas, projetos e ideias de sucesso em países em desenvolvimento. O Fórum foi realizado no mês de setembro, em Pequim, na China.

“Problemas do Brasil de hoje são os mesmos do século passado”

Hussein Kalout

Brasil precisa de pensamento estratégico, por Hussein Kaloutr

Cientista político e secretário especial da Secretaria de Assuntos Estratégicos (SAE) da Presidência da República, Hussein Kalout fala ao UM BRASIL sobre a relevância e a diversidade das relações brasileiras na política internacional. Na conversa com Renato Galeno, Kalout analisa a falta de uma cultura estratégica no País, o baixo interesse público pela política externa e a necessidade de estreitar relações com as potências asiáticas emergentes.

Esta entrevista é uma produção UM BRASIL em parceria com o Fórum Desafio Brasil+China 2017, projeto brasileiro de desenvolvimento baseado no encontro de iniciativas, projetos e ideias de sucesso em países em desenvolvimento. O Fórum foi realizado no mês de setembro, em Pequim, na China.