Entrevistas



"Mais difícil que criar, será implementar a Base Curricular"

Cleuza Repulho

Sem educação de qualidade, Brasil desperdiça fim do bônus demográfico, por Cleuza Repulho

A ex-presidente da União Nacional dos Dirigentes Municipais da Educação, Cleuza Repulho, fala sobre a complexidade do processo de implementação da Base Nacional Comum Curricular num país com as dimensões do Brasil. O documento, que já está em sua terceira versão, deve ser colocado em prática pelo MEC em 2019 e serve para embasar os currículos do ensino infantil e fundamental. Repulho comenta ainda a importância dos indicadores e a necessidade de mais investimentos em Educação para que o País aproveite o fim de seu bônus demográfico. Esta entrevista integra a série Federalismo e Educação no Brasil, produzida pelo Canal UM BRASIL em parceria com o Centro de Liderança Pública e o IOEB - Índice de Oportunidades da Educação Brasileira.

“Educação precisa da cooperação de todos os níveis de governo”

Fernando Abrucio

Educação no contexto federativo, por Fernando Abrucio

Para debater os desafios da Educação no Brasil, Fernando Abrucio, coordenador do Mestrado e Doutorado em Administração Pública e Governo da FGV-SP, analisa historicamente o federalismo brasileiro e sua repercussão no sistema educacional. Para o especialista, é preciso criar mecanismos de colaboração entre os vários níveis de governo, o que requer, essencialmente, a criação de um sistema nacional de educação. Esta entrevista integra a série Federalismo e Educação no Brasil, produzida pelo Canal UM BRASIL em parceria com o Centro de Liderança Pública e o IOEB - Índice de Oportunidades da Educação Brasileira.

Política econômica de resultado, por Sérgio Werlang

Ex-diretor de Política Econômica do Banco Central e atual assessor da presidência da Fundação Getulio Vargas (FGV), o professor de economia Sérgio Werlang fala ao UM BRASIL sobre as medidas do governo para controlar o déficit fiscal e a inflação. Na conversa com Renato Galeno, Werlang analisa também a Reforma da Previdência, as privatizações e o BNDES, além de outras medidas necessárias para ajustar a política econômica brasileira. O economista aborda ainda os potenciais investimentos chineses no País e examina as diferenças socioeconômicas entre o Brasil e o gigante asiático. Esta entrevista é uma produção UM BRASIL em parceria com o Fórum Desafio Brasil+China 2017, projeto brasileiro de desenvolvimento baseado no encontro de iniciativas, projetos e ideias de sucesso em países em desenvolvimento. O Fórum foi co-realizado pela BRASA Ásia - braço asiático da Brazilian Student Association, a maior associação de estudantes brasileiros fora do Brasil em parceria com o Laboratório de Políticas Públicas da FGV - LabFGV, no mês de setembro, em Pequim, na China.

“Precisamos cuidar de cada centavo”

Sérgio Werlang

"Novas tecnologias podem aperfeiçoar comércio global"

Daniel Feffer

Futuro do comércio internacional, por Daniel Feffer

Para falar sobre as transformações promovidas pela tecnologia no comércio internacional, o UM BRASIL entrevista o presidente da ICC Brasil e vice-presidente corporativo da Suzano Holding, Daniel Feffer. Na conversa, ele explica como a iniciativa ITTI emprega as novas ferramentas digitais, como o blockchain e a inteligência artificial, para simplificar o acesso de empresas de todos os portes ao mercado global. Esta entrevista foi realizada em parceria com a Intelligent Tech & Trade Initiative (ITTI), um projeto da ICC Brasil, a Câmara de Comércio Internacional.