Fechar

Daniel Balaban

Economista formado pela Unisinos (RS), com MBA em Finanças pelo Ibmec, com especialização em Orçamento Público pela Fundação Getulio Vargas (FGV) e mestre em Relações Internacionais pela Universidade de Brasília (UnB).

Diretor do Centro de Excelência contra a Fome e representante do Programa Mundial de Alimentos da Organização das Nações Unidas (ONU) no Brasil desde agosto de 2011.

Foi presidente do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) entre 2006 e 2011 – responsável pelo Programa Nacional de Alimentação Escolar brasileiro. Também foi diretor de ações educacionais na instituição.

Atuou na criação e organização do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social da Presidência da República.

Foi analista de finanças do Tesouro Nacional entre 1995 e 2002. Antes disso, trabalhou no setor privado por dez anos.

Integrante do Conselho do Global Child Nutrition Foundation (GCNF), fundação norte-americana ligada à School Nutrition Association. Também é membro da Agenda de Conselheiros Globais do Fórum Econômico Mundial.

UM BRASIL

Em entrevista ao canal em abril de 2020, Balaban avalia como a pandemia do coronavírus deve agravar problemas estruturais nacionais: a fome e a extrema pobreza. Ele alerta que a falta de investimentos públicos em programas sociais pode fazer com que o País volte ao Mapa da Fome da ONU, do qual havia conseguido sair em 2014. O economista também analisa o que deve ser o novo “normal” a partir de agora no cotidiano das pessoas.

Mais Vistos