Debates



"A democracia não vence por nocaute"

O protagonismo do Judiciário na política, no debate com Ayres Britto e Armando Castelar

Como as recentes tensões entre os três poderes têm afetado o funcionamento da política e de que maneira esses potenciais conflitos reacendem a discussão sobre os limites e as competências do poder Judiciário são os temas deste debate com o ministro aposentado e ex-presidente do Supremo Tribunal Federal, Carlos Ayres Britto, e o coordenador de Economia Aplicada da FGV, Armando Castelar.

Mediado pelo jornalista Renato Galeno, a entrevista com Ayres Britto e Castelar discute ainda o impacto das decisões monocráticas na segurança jurídica do Estado e a responsabilidades do Legislativo e Executivo nas recentes decisões do Judiciário.

“O importante é fazer boas leis”

O desequilíbrio entre os poderes, por Érica Gorga e José Márcio Camargo

O aumento da tensão entre os três poderes desde o início da operação Lava Jato tem afetado a economia como um todo.

Neste debate, mediado pelo jornalista Renato Galeno, a professora da Escola de Administração de Empresas de São Paulo da FGV, Érica Gorga, e o professor titular de Departamento de Economia da PUC-RJ, José Márcio Camargo, discutem a necessidade de atualização das leis frente ao atual cenário fiscal, o aumento da participação do Judiciário nas decisões dos demais poderes e a responsabilidade do Legislativo na criação de boas leis.

Maílson da Nóbrega e Rafael Cortez discutem o papel político do Judiciário

O economista e ex-ministro da Fazenda, Maílson Ferreira da Nóbrega, e o professor e analista político da Tendências Consultoria Integrada, Rafael Cortez, discutem as tensões entre o Judiciário e os demais poderes e os efeitos do atual protagonismo do STF na politização dos conflitos neste debate conduzido pela jornalista Maria Cristina Poli.

Maílson e Cortez analisam ainda a segurança jurídica e como a imprevisibilidade nas decisões da Justiça refletem no mercado e nos negócios do País.

“Polarização político-partidária aumenta a demanda do Judiciário”

"Quem tem que dar o exemplo é o setor público"

Os desafios da vida política, por Fernando Haddad

No Mês do Impacto Social, Humberto Dantas e os representantes do Lemann Fellowship, José Frederico Lyra Netto e Tábata Amaral, conversam com o prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, sobre as dificuldades de se trazer gente do setor privado para a administração pública, a importância da apropriação do espaço público e o futuro da esquerda no cenário político. 

Na discussão, o prefeito responde perguntas sobre a reestruturação das finanças públicas, as dificuldades na construção de novas moradias e as críticas aos investimentos na periferia.
O Mês do Impacto Social é uma campanha da Fundação Lemann, em parceria com o Um Brasil, para debater educação, saúde, segurança e outros temas de política pública.