Debates



"Democracia não avança sem espaço público"

Canuto e Pedro Cristo debatem políticas públicas em realidades complexas

Otaviano Canuto, diretor executivo do Banco Mundial, e Pedro Henrique de Cristo, mestre em Políticas Públicas pela Universidade Harvard e fundador do Movimento Brasil 21, debatem quais são os melhores caminhos para aprofundarmos a efetividade das políticas públicas no Brasil e superarmos o embate dualista entre Estado grande e Estado mínimo.

Na discussão, o que mudou na cultura e mentalidade do cidadão depois do Bolsa Família e como podemos continuar trabalhando para ir além desse programa assistencial. Canuto e Cristo discutem ainda de que maneira os grupos de interesse na política advogam pela manutenção da burocracia no País e como a influência do desenho urbano acaba sendo replicado nos padrões de comportamento que observamos nas redes sociais.

A entrevista faz parte da série “Diálogos que Conectam”, realizada pelo UM BRASIL em parceria com a Brazil Conference – evento realizado anualmente por alunos brasileiros da Harvard University e do Massachusetts Institute of Technology (MIT). Neste ano, a missão da Conferência foi proporcionar o diálogo entre as mais diversas lideranças do País a fim de criar debates produtivos na busca de consensos sobre o futuro do nosso país.

“O caminho é a política”

JOVENS LANÇAM ALTERNATIVA "PROGRESSISTA" PARA RENOVAÇÃO POLÍTICA

Iniciativa de jovens lideranças de várias regiões do País, o Movimento Acredito quer qualificar o debate público e renovar a política nacional. Em entrevista ao UM BRASIL, quatro membros do Movimento apresentam os princípios, objetivos e estratégias de atuação do grupo que ajudaram a fundar. São eles: Nádia Leão, Bruno Santos, Tabata Amaral de Pontes e Lígia Stocche Barbosa.

Crítico do debate superficial e polarizado, o Acredito apresenta-se como alternativa “progressista” aos novos movimentos que captam a insatisfação do eleitorado. Já para as eleições de 2018, eles devem apoiar 30 candidatos a deputado estadual ou federal que nunca tiveram mandato.

O debate faz parte da série “Diálogos que Conectam”, realizada pelo UM BRASIL em parceria com a Brazil Conference – evento realizado anualmente por alunos brasileiros da Harvard University e do Massachusetts Institute of Technology (MIT). Neste ano, a missão da Conferência foi proporcionar o diálogo entre as mais diversas lideranças brasileiras a fim de criar debates produtivos na busca de consensos sobre o futuro do nosso País.

Michael Sandel fala sobre ética, justiça e futuro da democracia no Brasil

Professor de Filosofia Política da Universidade de Harvard, Michael Sandel conversa com o UM BRASIL sobre seu best-seller “Justiça”, em que debate “o que é fazer a coisa certa?” por meio de exemplos do dia-a-dia do cidadão comum. Em meio a crise de representatividade no mundo democrático, o filósofo analisa a situação política brasileira, defende a necessidade de reflexão sobre ética e justiça no debate público e alerta contra riscos dos discursos extremistas.

Junta-se ao debate o brasileiro Renan Ferreirinha Carneiro, co-fundador do Mapa Educação e estudante de economia em Harvard, que conta sobre a experiência de receber Sandel no Brasil para falar com cidadãos e lideranças públicas e debater o "jeitinho brasileiro".

A entrevista faz parte da série “Diálogos que Conectam”, realizada pelo UM BRASIL em parceria com a Brazil Conference – evento realizado anualmente por alunos brasileiros da Harvard University e do Massachusetts Institute of Technology (MIT). Neste ano, a missão da Conferência foi proporcionar o diálogo entre as mais diversas lideranças do País a fim de criar debates produtivos na busca de consensos sobre o futuro do nosso país.

“Os cidadãos estão frustrados com a democracia”

Michael Sandel

""

Milton Seligman e Luiz Felipe d'Avila

Reformas para além do sistema eleitoral, com Milton Seligman e Luiz Felipe d'Avila

O que é possível esperar de 2018 no que diz respeito ao amadurecimento da cidadania e fortalecimento das instituições democráticas? 

O cientista político e diretor-presidente do Centro de Liderança Pública (CLP), Luiz Felipe d'Avila, e o professor do programa em Gestão e Políticas Públicas do Insper, Milton Seligman, debatem com Humberto Dantas os efeitos e a importância da descentralização do poder e discutem como as reformas no sistema político brasileiro podem avançar para além de alterações no sistema eleitoral. 

O debate foi gravado durante o evento “A Reforma Política que Queremos”, realizado pela FecomercioSP em parceria com UM BRASIL e o jornal O Estado de São Paulo, no dia 27 de abril de 2017.